Encontre Aqui o seu
Filhote


PARA CADASTRAR SEU
FILHOTE,BOTÃO ABAIXO.





Whippet

atividade :

inteligencia :

curiosidade :

vocalizacao :

afetuosidade :

cuidado com o pelo :

tamanho :

necessidade de exercicio :

sociavel com outos caes :

sociavel com outos gatos :

funcao guarda :

sociavel com criancas :

companheiro :

beleza :

velocidade :


História

O Whippet é um galgo inglês de porte mais pequeno do que o Greyhound. É uma das raças de cães mais rápidas, atingindo uns vertiginosos 65 km/h. Chegam a bater o Greyhound em curtas distâncias, mas se derem ao Greyhound tempo suficiente, este bate o Whippet em resistência e velocidade máxima. O Whippet tem de fato sangue de Greyhound, mas também de vários terriers e há quem aponte o Galguinho Italiano como seu antecessor.

O Whippet tinha na altura como papel principal a caça de lebres, mas com a revolução industrial, o panorama alterou-se. Os camponeses migraram para as cidades e levaram consigo os cães que possuíam. Entre várias raças, estava o Whippet, caçador de lebres. Na cidade, a utilidade do Whippet era diminuta. Cedo os operários começaram a fazer corridas com os seus cães, quando perceberam que o Whippet perseguia com a mesma determinação uma lebre falsa e uma verdadeira. As corridas eram de pequeno curso, feitas na rua, onde homens marcavam um circuito com as ferramentas que tinham à mão. As corridas eram acompanhadas de apostas.

O Whippet passou então a ser conhecido como o Greyhound dos pobres, uma vez que estes operários não tinham dinheiro para comprar aquele que se considerava na altura o verdadeiro cão de corrida, o Greyhound. A raça foi contudo crescendo em popularidade devido ao pequeno tamanho e temperamento dócil.

A raça foi tardiamente reconhecida no seu país de origem. Apenas em 1891, o Whippet foi aceita como raça em Inglaterra, quando tinha sido reconhecido dois anos antes pelos norte-americanos.

Hoje em dia, o Whippet é sobretudo um cão de companhia, embora se encontrem muitos exemplares dedicados à caça ou corridas.

Temperamento

O Whippet é um cão calmo e gentil. Devido à sua independência, os donos não conseguem ter controlo completo sobre o Whippet. Brincalhão, o Whippet utiliza as patas dianteiras para falar com os seus companheiros de duas patas. Como apresenta patas e unhas desenvolvidas para a corrida pode de alguma forma ser eventualmente perigoso para as crianças pequenas. De salientar que a maioria adora crianças.

Inteligente e sensível, o Whippet pode ser treinado, mas não recorrendo a castigos físicos ou medidas mais brutas. Para ensinar o cão é necessário alguma imaginação e apelar aos interesses e necessidades do animal, tal como a velocidade e curiosidade.

Os exercícios básicos e repetitivos não são do agrado do Whippet, como por exemplo, ensinar a sentar e a deitar. Mas, com um biscoito por perto, o cão acaba por obedecer.

O importante é manter a consistência, por exemplo, na rua, à trela, deve ir repetindo o comando “pára”, por causa dos carros. Com consistência, o cão acaba por aprender a parar na passadeira, mas continua a aguarda distraidamente o comando  para avançar. Contudo, todo o cuidado é pouco com estes animais, dado a sua superior capacidade de visão. Se algo, bem longe, despertar a atenção deles, eles correm disparados para investigar.

O Whippet dá-se bem com outros cães, mas vê os gatos como presas. É um bom cão de alerta, ladrando a estranhos.

Apesar de ser um corredor, o Whippet é calmo em casa. No interior passa a maior parte do tempo a dormir ou simplesmente a descansar. São cães limpos que gostam de passar tempo com a família. Não são por isso cães de exterior. Devem dormir dentro de casa onde desfrutam da companhia dos donos.

Apesar de parecerem frágeis, são cães muito resistentes, desde que não fiquem em canis no exterior. O que mais liga estes animais aos seus donos é o afeto que têm por eles. São muitíssimo dependentes do seu clã (humano, ou não) e não devem permanecer sós, por longos períodos. Um whippet não se liga ao seu território, mas sim à sua família humana. É aconselhável, para quem fica fora de casa muitas horas, a que não adote um Whippet, ou então que adote no mínimo dois, pois ambos farão companhia uma ao outro, tolerando melhor as longas horas de espera pelos seus humanos.

Precisam de muito exercício: passeios e uma corrida vigorosa por dia são obrigatórios.

Descrição

O Whippet é um cão de porte médio, de linhas graciosas e corpo musculado. Os machos têm entre 47 e 51 cm e as fêmeas entre 44 e 47 cm. O estalão não define o peso ideal do Whippet, mas os exemplares rondam os 13 a 1 kg.

O Whippet é a perfeita combinação entre velocidade e elegância. A cabeça é comprida e fina, terminando num nariz preto, azulado, ou castanho, conforme a cor da pelagem. Os olhos são ovais, de expressão viva e atenta. Aliás pertencem ao grupo "sighthounds" devido à excelente capacidade de visão que possuem.

Em forma de pétala de rosa, as orelhas pequenas e nunca espetadas, adornam a parte lateral da cabeça. Também possuem excelente capacidade auditiva e o mínimo ruído não habitual provoca neles imediata atenção. O pescoço é comprido e musculoso, sendo ligeiramente arqueado que adoram repousar numa confortável almofada.

Com um corpo proporcional, o tórax revela-se profundo, contrastando com o abdómen bastante delgado e estreito. Os membros anteriores são verticais e os posteriores arqueados e musculosos. A cauda é comprida estreitando até à ponta. Apresenta-se com um ligeiro arco na ponta, que não deve ser superior à linha do dorso.

O pêlo é curto e fino. Como esta raça não apresenta sem subpelo, é bastante friorenta e pode necessitar de agasalhos no Inverno. O Whippet pode surgir em qualquer cor.

Saúde

O Whippet não exige muita manutenção ao nível da pelagem. Escovagens semanais mantém o pêlo são. É um cão que larga pouco pêlo, dado não possuir subpêlo. Com escovadelas diárias, sobretudo nas mudanças de estações, com luvas apropriadas, os poucos pêlos ficam retidos nas luvas e não haverá sinais de cão em algum lugar.

A pele fina do Whippet é bastante sensível e propensa a alergias. Aliás, são tão propensos a alergias (medicamentosas ou outras) como os Collies. Em pequenos, até ao 1º ano de idade, deve-se ter especial cuidado com insetos (vespas, pulgas), anti-parasitantes, shampoos e medicamentos (anestesias) e deve-se acautelar o próprio veterinário para estas situações alérgicas, de forma a que ele (caso não conheça a raça) se oriente pelas informações conhecidas da raça Collie.

Estes cães, como anteriormente referido, além de não terem subpêlo, não possuem também camada adiposa como as outras raças, logo são mais sensíveis ao tempo frio e à humidade, necessitando de agasalhos no Inverno.

 

Poodle

macho
24-02-2016
R$ 1,200.00



Login Facebook
Dúvidas, informações ou sugestões entre em contato pelo fale-conosco
Desenvolvido por Web-People