Encontre Aqui o seu
Filhote


PARA CADASTRAR SEU
FILHOTE,BOTÃO ABAIXO.





Clumber Spaniel

atividade :

inteligencia :

vocalizacao :

afetuosidade :

cuidado com o pelo :

tamanho :

necessidade de exercicio :

sociavel com outos caes :


História

O mais pesado e mais antigo dos spaniels é também o mais peculiar: possui o olhar único de um Basset e é portador de parte da herança genética do já extinto Spaniel Alpino. Existem várias versões do seu passado, que está, no entanto, repleto de pequenas narrativas.

Originário da França, diz-se que surgiu no início do séc XVIII, nos tempos que antecederam o conturbado período da Revolução Francesa. Nesta altura, este cão foi promovido pelo Duc de Noilles, ganhando prestígio como batedor e retriever. Com o aproximar do conflito, este aristocrata, por forma a proteger os seus spaniels dos perigos da revolução, levou-os para o canil do Duque de Newcastle em Clumber Park, na Inglaterra. O destino revelou-se fatal ao aristocrata francês que acabou por falecer naquela revolução. Segundo conta a lenda, a raça foi então protegida pelas elites inglesas, tornando-se num dos seus cães preferidos. Outra teoria defende que os Clumber Spaniel descendem dos Basset e St. Hubert Hounds. E, ainda existe uma terceira versão, que acredita que esta é uma raça pura da Inglaterra, resultado do cruzamento entre o Basset com o Spaniel Alpino e, talvez, com o São Bernardo.

De qualquer forma, a raça desenvolveu-se no meio aristocrático e da realeza, acabando por chegar, em 1844 às terras canadianas. Em 1859, estes cães participam pela primeira vez numa exposição em Inglaterra. Em 1878, foi registado o primeiro Clumber Spaniel no Kennel Club americano, apesar destes registos existirem muito antes da sua fundação. No século XIX, esta raça começa a ser mais vista entre a população comum, já que a sua popularidade saiu do círculo aristocrático. Com a I e a II Guerra Mundial, o número de exemplares diminuiu consideravelmente, pelo que a sua recuperação foi empreendida por alguns admiradores da raça, entre os quais estaria, segundo alguns historiadores, o Rei George VI.

No século XX estes cães começam a ser treinados para a competição e para a caça, mas por serem mais lentos que os cockers e outros spaniels, acabaram por ser mais utilizados como cães de companhia. Apesar de não serem considerados cães raros, a verdade é que são muito pouco vistos.

Descrição

A altura na cernelha varia, nos machos, entre os 48 e os 50 cm e, nas fêmeas, entre os 43 e os 48 cm. O seu peso oscila, nos machos, entre os 32 e os 38 Kg e, nas fêmeas, entre os 25e os 32 Kg.

A sua pelagem branca com marcas limão é abundante (principalmente no peito e membros), sedosa e rente.

A cabeça é maciça, com um formato quadrado e comprimento médio. O chanfro é saliente e o focinho é quadrado e sólido. Os olhos estão inseridos ligeiramente fundos e são de cor âmbar escuros e as orelhas são grandes, em forma de folhas de videira, caídas ligeiramente para a frente.

O seu corpo é de um porte majestoso, dotado com uma ossatura pesada. O peito é profundo e os membros e as patas são bem desenvolvidos e robustos. A cauda é bem tufada.

Temperamento

Este é um cão com um temperamento estável, dócil e bastante inteligente. Com as crianças é um animal seguro, brincalhão, mas perante estranhos é reservado, mas nunca agressivo. A inteligência e facilidade na aprendizagem, são outras das características que lhe estão associadas, pelo que o treino não é difícil.

Como cão de tiro, este não é de fato um dos animais mais rápidos, mas possui um olfato notável e a sua constituição robusta confere-lhe uma resistência física considerável. Por outro lado, é um animal silencioso, de forma que não afasta as presas.

Observações

 Esta raça tem uma esperança média de vida que varia entre os 10 e os 12 anos. É aconselhável observar as suas orelhas semanalmente, por causa dos fungos ou bactérias que se podem desenvolver. A displasia da anca, a atrofia progressiva da retina e as cataratas são outros dos problemas associados a esta raça.

A manutenção do seu pêlo deve ser feita regularmente e deve ser aparado no interior das orelhas e entre os dedos, por questões de higiene.

Estes cães não são muito exigentes em termos de exercício físico. Porém, convém o pratiquem diariamente. Natação, caminhadas, corridas, jogos, serão bem aceitas, desde que não sob intenso calor. A facilidade com que ganham peso (e têm fome!) torna importante a realização de uma atividade diária.

 

Poodle

macho
24-02-2016
R$ 1,200.00



Login Facebook
Dúvidas, informações ou sugestões entre em contato pelo e-mail: bolsadefilhotes@webpeople.com.br
Desenvolvido por Web-People