Encontre Aqui o seu
Filhote


PARA CADASTRAR SEU
FILHOTE,BOTÃO ABAIXO.





Beagle

atividade :

atividade :

inteligencia :

curiosidade :

vocalizacao :

afetuosidade :

cuidado com o pelo :

tamanho :


História

O Beagle é um ScentHound de pequena estatura, tradicionalmente utilizado na caça à lebre. A designação Beagle surgiu na Inglaterra no século XIV e era empregue para designar qualquer cão de levante e corso de pequena estatura. A origem da palavra Beagle não é consensual e são apontadas ligações a diferentes línguas: begueule em francês, que significa “garganta aberta”, beag em galês que significa “pequeno” ou ainda begele em alemão que significa “chamar à atenção”.

A verdade é que as características mais marcantes do Beagle são a sua pequena estatura e o seu ladrar sonante e harmonioso que usa sem reserva para alertar o caçador.

Sabe-se que alguns governantes da Inglaterra tinham Beagles de pequena estatura que ficaram conhecidos como “Beagles de bolso”. Eduardo II, Henrique VI e a Rainha Isabel, que reinaram entre os séculos XIV, XV e XVI mantinham matilhas de Beagles com as quais saiam para caçar.

Devido à sua pequena estatura, o Beagle não conseguia acompanhar o cavalo e era por isso transportado nas selas para depois ser largado no local onde entrava em ação. Também foi muito utilizado em caçadas a pé, que ficariam conhecidas como beagling.

Apesar de a palavra “Beagle” nos levar apenas até ao século XIV, existem ainda outros registos escritos, tais como o do grego Xenofonte, que descrevem cães caçadores de lebres utilizados em caçadas a pé, já no século V a.C. Existem contudo, outra teorias que defendem que o Beagle tal como hoje o conhecemos resultou do cruzamento entre o Harrier e o outros Hounds ingleses.

No início do século XIX, fez-se um esforço para tipificar a raça e eventualmente redigir um estalão. Mas como os caçadores procuraram um cão sobretudo funcional, as diferenças de tamanho eram bastantes, ao ponto de serem definidos quatro intervalos de altura para um tão pequeno cão. O estalão da raça foi esboçado pelo Beagle Club, formado em Inglaterra em 1890, com o objetivo de divulgar esta raça que estava agora ameaçada de extinção. No ano seguinte, juntou-se a esta luta uma nova associação recém-formada a Association of Masters of Harriers and Beagles. Nessa altura, os exemplares em Inglaterra escasseavam, mas em apenas 10 anos os esforços conjuntos das associações conseguiram duplicar o número de matilhas existentes, de 18 em 1887 para 44 em 1902.

Na viragem do século XIX, começaram a realizar-se exposições regulares de Beagles que se mantiveram até ao início da Primeira Guerra Mundial. Tal como a maioria das raças europeias, as guerras ameaçaram seriamente a sua sobrevivência. O número de registos ganhou força entre as duas grandes guerras, para depois voltar a descer com o início da Segunda Guerra Mundial. Seria necessário esperar pelo fim desta para que o Beagle pudesse novamente conhecer alguma popularidade na Inglaterra. Curiosamente, esta raça foi sempre mais popular nos Estados Unidos da América do que no seu país de origem. Do outro lado do Atlântico, o primeiro registo de um Beagle data de 1885. Três anos mais tarde já tinha sido formado o clube da raça com o respectivo estalão.

Apesar de ser um caçador nato de lebres, o Beagle era também usado para seguir os rasto a codornizes e faisões. Na caça, desempenhava um bom trabalho quer em grupo quer sozinho. Mais recentemente, as suas capacidades olfativas têm sido utilizadas na detecção de tráfico de estupefacientes e contrabando. Mas talvez o seu maior uso seja como cão de companhia, sobretudo nos Estados Unidos da América onde figura no Top Ten das raças mais populares no país ao longo do século XX.

Temperamento

O Beagle é um cão alegre, de espírito vivo e brincalhão. É uma ótima companhia para crianças, um dos melhores cães para os mais pequenos, pois mostra-se bastante paciente perante os seus abusos.

São cães de matilha, que gostam de dividir a casa com outros cães. Já com outros animais mais pequenos é necessário alguma precaução, pois os seus instintos de caça afloram quando vêem gatos, coelhos, entre outros. Se for socializado desde pequeno pode conviver com eles, mas é sempre necessária supervisão quando estão juntos.

O Beagle é um bom cão para donos inexperientes pois têm um grau baixo de dominância. São bons cães de alerta devido à voz grave e sonante que usam em alerta de estranhos. Os caçadores apreciam especialmente a  profundidade da sua voz, mas se deixar este cão sozinho em casa, os vizinhos podem não apreciá-la. O Beagle é bastante apegado à família e não gosta de ficar sozinho. Neste caso, o melhor é arranjar-lhe companhia.

Treino

Como scenthound, é difícil de treinar. Para além de ser teimoso, o Beagle está mais empenhados em seguir as pistas que lhes parecem interessantes do que as indicações do dono. Por esta razão, não lhes deve ser permitido andar no exterior sem trela, pois distraem-se com rastos e cheiros e podem acabar perdidos.

Isto não quer dizer que não sejam inteligentes. De fato aprendem de forma rápida e quando o dono consegue captar a atenção do cão, são obedientes. Mas aborrecem-se facilmente com treinos repetitivos e qualquer distracção é suficiente para captar a atenção de um Beagle. A melhor forma de o ensinar é recorrer a comida. Peças de fruta são boas guloseimas para presentear o cão quando executa um comando.

Exercício

O Beagle é um cão de caça e por isso é bastante enérgico, sempre pronto para brincar ou seguir uma pista. O Beagle pode ser mantido num apartamento, mas, idealmente, deveria ter acesso a um jardim onde poderia correr. Como é bastante ativo em casa, uma caminhada diária a bom ritmo, acompanhada de brincadeiras, é suficiente para manter o cão em forma.

O exercício é bastante importante para esta raça, não só devido à necessidade de gastar energias, mas também devido à tendência que tem para engordar.

Descrição

O Beagle é um cão de estatura pequena, mas de corpo musculoso e ágil. Mede entre 33 e 40 cm e possui um olfato notável, que lhe permite perseguir a presa com grande vivacidade e resistência.

Tem um crânio levemente convexo e uma cabeça quadrada, mas não grosseira. O focinho é de comprimento médio e pouco pontiagudo, com um nariz preto de narinas largas. O stop é bem definido. Os olhos são castanhos e de expressão viva e inteligente. O pescoço é comprido e forte terminando num peito largo e robusto. As orelhas são compridas e pendentes.

Possui umas coxas musculosas, pés redondos e fortes e uma excelente velocidade, conferindo-lhe excelentes características para a caça. A cauda está na linha do dorso e é mantida alta dando um aspecto alegre e dinâmico ao cão.

O pêlo é curto e denso, funcionando como um manto impermeável. Todas as cores dos hound são aceites, exceto a cor  fígado.

Saúde

O Beagle tem um esperança média de vida relativamente longa. Contudo, existem algumas doenças com particular incidência na raça. Epilepsia, problemas cardíacos e oculares são comuns.

As orelhas pendentes necessitam de ser limpas regularmente como prevenção de otites.

O Beagle tem alguma tendência a engordar se não for suficientemente exercitado. O excesso de peso provoca problemas nas articulações e costas.

O Beagle não exige muitos cuidados com o pêlo. Uma escovagem semanal permite-lhe manter a pelagem limpa. Esta raça larga bastante pêlo.

Curiosidades

O Snoopy, personagem de ficção de Peanuts, é um cão da raça Beagle.

 

Poodle

macho
24-02-2016
R$ 1,200.00



Login Facebook
Dúvidas, informações ou sugestões entre em contato pelo e-mail: bolsadefilhotes@webpeople.com.br
Desenvolvido por Web-People