Encontre Aqui o seu
Filhote


PARA CADASTRAR SEU
FILHOTE,BOTÃO ABAIXO.





Bernese Mountain Dog

atividade :

inteligencia :

curiosidade :

vocalizacao :

afetuosidade :

cuidado com o pelo :

tamanho :

sociavel com outos caes :

sociavel com criancas :

beleza :


História

A Suíça é um país trilingue, ou seja, fala-se alemão, francês e italiano. Então, normalmente, existem três nomes para designar a mesma coisa. Assim, a raça apresentada tem vários nomes, que são o BERNER SENNENHUND, em alemão, e cuja tradução literal será CÃO MONTANHÊS DE BERNA; o BOUVIER BERNOIS, em francês, que significa BOIADEIRO DE BERNA. Em Inglaterra, é chamado de BERNESE MOUNTAIN DOG.

Conta-se que a raça tenha sido levada para a Suíça, há cerca de dois mil anos, pela mão dos soldados invasores romanos, que se serviam dele como cão de combate. Com a retirada das tropas romanas, estes cães mudaram a sua função para passarem a ser cães de trabalho.

Devido ao seu aparecimento algo tardio e ao protagonismo alcançado pelo São Bernardo, ao nível da cinofilia internacional, o Bouvier Bernois ficou esquecido nestas lides.

Felizmente, o grupo dos quatro bouviers suíços (Bernese, Grande Bouvier, Bouvier de Appenzell e de Entlebluch) consegue conquistar alguns amadores, nomeadamente os criadores da região de Burgdorf que se interessam pelo que viria a ser o cão que conhecemos hoje. Um dos percursores foi Franz Schertenleib, cujo objectivo seria reencontrar cães semelhantes; é no sul do cantão de Berna, mais precisamente na vila de Dürrbach que os encontra, designados por Gelbbächler (jubas amarelas). De facto, o Gelbbächler foi uma das principais origens do Bouvier Suíço.

O Bouvier Bernois é o mais internacional dos quatro cães Suíços e talvez por essa razão, as suas tarefas foram, desde sempre, muito diversificadas. Foram utilizados na condução e guarda de gado, bem como na procura de gado perdido; conseguiam distinguir, facilmente, o gado próprio do alheio; foram cães de tracção, puxando as pequenas carroças de leite para a fabricação dos queijos; ou mesmo para puxar os carros dos almocreves.

Atualmente, é quase sempre utilizado como um cão de companhia, que ainda encerra em si a mestria para conduzir e guardar manadas.

Ainda que tenha uma porte grande e muita força, pode ser facilmente treinado para realizar trabalhos como o salvamento de pessoas soterradas e trabalhos similares.

O Bouvier Bernois é um cão de origem remota. É o mais popular das quatro raças de Bouviers Suiços e tal como o seu nome evidencia, tem a sua origem no Cantão de Berna, mais propriamente no lugar de Dürrbach, perto de Riggisberg, na região de Schwarzenburg, o que o torna também conhecido por Dürrbächler.

A sua primeira aparição pública, ainda sem estalão definido, aconteceu a 11 de Maio de 1902, na cidade de Berna. O primeiro Estalão da Raça seria publicado mais tarde, em 1907, data em que também se fundou o primeiro clube desta raça.

Só em 1912 passou a ser conhecido como Bouvier Bernoi ou Bernese, já que o nome anteriormente atribuído seria o original Dürrbachler, em memória da sua vila de origem.

Foi já no ano de 1913 que a Société Cynologique Suisse reconheceu oficialmente a raça, designando-o de Berner Sennenhund.

Temperamento

O Bouvier Bernois é um excelente animal de estimação, calmo, equilibrado, obediente, seguro, tranquilo, dócil, meigo, que precisa de muita compaixão humana e pouco exercício. Uma caminhada de 30 minutos semanais é o suficiente para satisfazer a sua necessidade de exercício físico. Tem de ser considerado como um membro integrante da família, pelo que é um cão que deverá frequentar a casa, sendo extremamente fiel aos donos, gentil, terno, alegre, inteligente e com uma capacidade de aprendizagem verdadeiramente impressionantes. É muito ligado ao dono, que segue para todo o lado e se o não pode fazer fisicamente, fá-lo com o olhar. É um cão de família que adora as crianças e por isso tolera-lhes alguns excessos.

Sempre atento e vigilante a sua presença é geralmente suficiente para afastar intrusos. Mas atenção, o Bouvier Bernois não é um animal com uma forte presença mas despersonalizado. Aliás, como todos os molossos, não é subserviente nem submisso.

O fato dele não parecer um cão feroz isso não significa que lhe falte o dom da vigilância, mas que as circunstâncias onde é preciso dissuadir intrusos são raras. Podemos sempre valer-nos da sua coragem e determinação. A inexistência de agressividade advém do equilíbrio característico e da sua inabalável autoconfiança. O Bouvier Bernois tem nessa característica o seu grande trunfo para conquistar um lugar importante no seio da família.

Mas apesar de ser um filhote com um aspecto tão ternurento, é preciso educá-lo, o que consiste, em primeiro lugar, em não o deixar fazer tudo o que lhe apetece, mesmo sendo um filhote irresistível. Todas as pequenas brincadeiras divertidas, mas que sejam indesejáveis no futuro e que eventualmente possam acontecer sem a sua imediata desaprovação, são uma forma dele testar a família que o acolheu e perceber quais são os seus limites. Então, se quiser ter um cão bem comportado tem que começar a sua educação ainda em cachorro, de modo a que se torne num adulto consciente e obediente.

São cães da fácil aprendizagem e muito prestáveis pelo que se podem tornar em excelentes cães de avalanches e escombros; na Suíça é chamado o "CÃO DE SALVAMENTO", onde é utilizado voluntariamente nesta tarefa. São igualmente úteis como cães para deficientes.

Em provas de Agility, obtém sempre boas classificações, especialmente no caso das fêmeas.

Poodle

macho
24-02-2016
R$ 1,200.00



Login Facebook
Dúvidas, informações ou sugestões entre em contato pelo e-mail: bolsadefilhotes@webpeople.com.br
Desenvolvido por Web-People