Encontre Aqui o seu
Filhote


PARA CADASTRAR SEU
FILHOTE,BOTÃO ABAIXO.





Lulu da Pomerânia

atividade :

inteligencia :

curiosidade :

vocalizacao :

afetuosidade :

cuidado com o pelo :

tamanho :

necessidade de exercicio :

sociavel com criancas :


História

O Lulu da Pomerânia não é uma raça, mas uma variedade  menor do Spitz Alemão. Na verdade, o Lulu é considerado um cão menor, tendo em conta o tamanho e peso.

Pensa-se que entre os seus antepassados estejam outros spitzs alemães e ainda o Elkhound norueguês e o Samoiedo. É inevitável questionarmos, como é que cruzamentos entre essas raças tão grandes puderam produzir um cão tão pequeno? A resposta a esta questão, não está ainda completamente esclarecida.

Controversa é também a questão da origem, apesar do seu nome derivar da região Pomerânia, correspondente hoje a parte do território alemão e polaco, e estar registado como uma raça alemã, a verdade é que esta raça ganhou popularidade e foi aperfeiçoada em Inglaterra, onde também foi reconhecida em 1870.

Daquilo que se conhece, o Lulu da Pomerânia sempre foi um cão de pequeno porte, mas foi apenas com a sua introdução na Inglaterra que a raça perdeu alguns centímetros. A esposa alemã do monarca britânico George III, a Rainha Charlotte, foi a responsável pela introdução da raça em Inglaterra. Mas seria a sua neta, a Rainha Vitória que iria lançar o Lulu da Pomerânia para o estrelato. Durante umas férias em Florença, a rainha Vitória entrou em contacto com um Lulu chamado Marco, pelo qual se apaixonou. Com o passar dos anos, o Lulu da Pomerânia beneficiou do aumento da popularidade da monarca.

Contudo, não se pode falar da existência do Lulu da Pomerânia antes do século XIX, uma vez que até mesmo o cão da rainha sairia fora do estalão actual devido ao peso, que rondava os 6 kg.

A moda dos cães pequenos iria surgir por volta de 1800 e foi a partir desta altura que o Lulu foi miniaturado até ao ponto que se encontra hoje, através da seleção dos menores exemplares.

Temperamento

O Lulu da Pomerânia é um cão muito alegre e esperto. Detecta todas as anormalidades na vida da casa e apressa-se a assinalá-las. É um bom cão de alerta, ladrando a estranhos ou a situações novas. Se não for educado, pode desenvolver um ladrar excessivo.

Aprende com facilidade devido à inteligência que o caracteriza. É fiel e muito apreciado como cão de companhia. É uma das raças pequenas mais independentes, talvez devido à influência dos cães nórdicos.

Adaptam-se bem a outros cães e outros animais de estimação. Apesar disso, sofrem do "síndroma dos terriers", acreditando ser muito maiores do que na realidade são. Por serem destemidos, costumam provocar os cães de grande porte, ladrando e por vezes atacando.

Não são os cães ideias para ter com crianças pequenas, pois não toleram abusos. Podem-se tornar imprevisíveis, agitados e nervosos, quando recebem demasiada atenção de crianças. É uma boa companhia para pessoas idosas, são dóceis e apreciam a atenção. Sendo bastante vivos, oferecem entretenimento interminável a quem se dedica a observá-los.

Os Lulus dão-se bem em apartamentos, mas precisam de ser passeados todos os dias, tal como qualquer outro cão. Gostam de correr livremente, o que deve ser permitido apenas em áreas sem outros cães. Estão sempre prontos para mais uma brincadeira.

Aparência Geral

A altura ideal é 20 cm, mas admite-se uma variação de 2 cm.

Honrando a família dos Spitzs, quando olhamos o Lulu de frente, reparamos na cabeça que se assemelha ao focinho da raposa. As bochechas são achatadas e grandes em relação à ponta do focinho, delicado e ligeiramente afilado. Os olhos vivos são escuros, de tamanho médio. As orelhas são pequenas e eretas, semelhantes às da raposa, e cobertas de pêlos curtos, tal como o resto da cabeça e as extremidades das patas.

O Lulu da Pomerânia caracteriza-se por uma cauda coberta de pêlos longos orientada para cima e que depois se enrola e se deita sobre o dorso.

O pêlo do Lulu da Pomerânia é longo, liso e espesso e a subpelagem é densa e lanosa. Um dos traços mais característicos desta raça é a juba que cobre o pescoço e peito. A pelagem leva três anos a atingir a maturidade. São admitidas as cores preta, castanha, branca, laranja, em tons de cinzento, entre outros.

Saúde e Higiene

O Lulu da Pomerânia é um cão com uma esperança média de vida longa, mas existem algumas doenças que são relativamente comuns aos spitzs alemães. Problemas cardíacos e de pele, especialmente alergias, e algumas complicações ao nível das articulações, tais como o síndrome de Legg-Calvé-Perthes, podem ocorrer nos cães desta raça. No tempo quente, o cão deve ter sombras e não deve ser demasiadamente exercitado.

O Lulu da Pomerânia tende a ser seletivo com a comida, mas não deverá substituir a comida seca. Devido à alta probabilidade de desenvolverem problemas dentários, deve-se ter especial atenção ao tipo de dieta do animal. As rações secas são uma melhor forma de prevenir tártaro. É importante por isso, não descurar a escovagem dos dentes ao animal.

A profusa pelagem do Lulu da Pomerânia obriga a escovagens frequentes, uma a duas vezes por semana. Apesar de cada escovagem demorar algum tempo, se as mantiver regulares, não será difícil desembaraçar o pêlo. O Lulu larga pêlo durante todo o ano, mas uma a duas vezes por ano renova a pelagem. Nessas alturas, deve intensificar as escovagens, para remover o pêlo solto e prevenir problemas de pele.

 

Poodle

macho
24-02-2016
R$ 1,200.00



Login Facebook
Dúvidas, informações ou sugestões entre em contato pelo e-mail: bolsadefilhotes@webpeople.com.br
Desenvolvido por Web-People