Encontre Aqui o seu
Filhote


PARA CADASTRAR SEU
FILHOTE,BOTÃO ABAIXO.





Bulldog Americano

atividade :

inteligencia :

vocalizacao :

afetuosidade :

tamanho :

necessidade de exercicio :

sociavel com outos caes :

funcao guarda :

sociavel com criancas :

companheiro :


História

O Bulldog Americano partilha os antecedentes com o Bulldog Inglês. Ambos descendem do antigo Bulldog encontrado no Reino Unido nos séculos XVII e XVIII. Estes cães usados em combates sangrentos contra touros foram levados para os Estados Unidos da América pelos colonos ingleses. Enquanto o Bulldog Inglês foi sendo refinado: tornou-se mais baixo e mais dócil; o Bulldog Americano permaneceu fiel às suas origens: alto, robusto e destemido.

Nos Estados Unidos da América, a raça revelou-se uma preciosa ajuda para os rancheiros que o utilizavam para a guarda e controlo de gado bovino. O Bulldog Americano foi também utilizado na caça a ursos, veados, etc.

O número de exemplares caiu no século XX, ao ponto de estar perto da extinção após a Segunda Guerra Mundial. O veterano de guerra norte-american John D. Johnson, decidiu recuperar a raça, salvando-a da extinção em parceria com outro criador, Alan Scott. Mas divergências em relação à conformação do Bulldog Americano levaram-nos a seguir caminhos diferentes, dando origem a duas linhas dentro da raça.

Devido à variedade de características físicas e temperamentais que existe no Bulldog Americano, a raça não foi ainda reconhecida pela principal clube norte-americano, AKC, nem pelos maiores clubes internacionais.

Apesar de afastado das exposições, o Bulldog Americano recuperou a popularidade perdida em meados do século XX e tem-se espalhado por todo o globo. É sobretudo um cão de trabalho, mas também um animal de companhia. É cada vez mais frequente ver o Bulldog Americano a praticar desportos caninos, sobretudo as atividades especificas para cães de proteção.

Temperamento

Alerto e confiante, o Bulldog Americano é um ótimo cão de guarda. A sua valentia e desconfiança perante estranhos combinada com o seu grande porte tornam o Bull americano num animal pouco adequado para principiantes. Esta raça deve ser muito bem socializada e submetida a um treino consistente.

O Bulldog Americano é extremamente fiel ao dono e gosta de ser o único animal da casa. É necessária alguma cautela perante outros animais, uma vez que o Bulldog Americano responde agressivamente à presença de outros cães.

Considera-se que esta raça convive bem com crianças da família, mas devido ao seu porte, aconselha-se a não permitir brincadeiras mais brutas.

Alegre e amável, o Bulldog Americano é um bom cão de companhia. Devido ao seu alto nível de atividade, gosta de ter um trabalho e necessita de bastante espaço para soltar a energia. Apesar disso, pode viver bem num apartamento, desde que seja suficientemente exercitado no exterior.

Descrição

O Bulldog Americano é um de porte grande de formas musculosas e robustas. A cabeça é quadrada, volumosa e comprida. Os olhos são castanhos e amendoados. As orelhas são triangulares e mantidas dobradas junto ao crânio. Possui um pescoço e ombros muito fortes, um peito largo e um dorso reto. De peito extremamente largo e musculado, este cão revela uma força acima do normal pelo que nem todos os treinadores de cães os conseguem educar convenientemente.

Os membros anteriores são verticais e musculosos e os posteriores ligeiramente arqueados. A cauda é amputada.

O pêlo é curto, brilhante e áspero. A cor mais comum é combinações de branco ou branco sólido.

Saúde e Higiene

O Bulldog Americano tem tendência para ressonar e babar-se. O pêlo curto exige pouco cuidados e uma escovagem semanal serve para o manter limpo.

A raça larga bastante pêlo.

Devido ao grande porte da raça, um dos principais problemas de saúde do Bulldog Americano é a displasia da anca.

Poodle

macho
24-02-2016
R$ 1,200.00



Login Facebook
Dúvidas, informações ou sugestões entre em contato pelo fale-conosco
Desenvolvido por Web-People